02:39

Desistir


Todas as vezes que penso em amar uma pessoa é preciso desistir... Algumas por não poder vê-las... Outras porque são impossíveis... E também algumas porque estão me fazendo mais sofrer do que ser feliz... Não sei, se existe a pessoa certa pra mim... Às vezes creio que o meu destino é viver só... Sozinha... Não sei como é amar e ser correspondida... Não sei como é escutar que alguém me ama... Porque todas as vezes que penso em amar uma pessoa é preciso desistir... Eu não posso desistir... Mas sei o que eu devo fazer... Eu não posso mais sonhar... Mas sei que isso é o que eu mais gosto de fazer... Será que há alguém assim como eu... Por aí, andando sozinho... E que quem sabe esteja me procurando sem saber... E eu sem saber o esteja esperando? Não... Não há... Eu sei e sinto que não há... Porque se houvesse, porque demorar tanto para aparecer? Porque me deixar nessa tristeza se há alguém pra mim? Tenho vontade de correr contra o infinito e nunca mais voltar... E quem sabe me encontrar por lá... Sei que a felicidade está, primeiramente, em mim... Mas eu não consigo sorrir quando penso em alguém longe de mim... Não consigo sorrir quando vejo todos os meus sonhos e planos afundarem... Como se não fossem ouvidos... É demais pra mim... E quando prometo não mais me iludir com palavras alheias ou apenas gestos... Eu já estou me iludindo... Quando eu prometo não amar mais... Eu já estou amando... Não quero mais... Vou viver minha vida sozinha... A espera por nada... Sem me surpreender com nada... E se o amor insistir em entrar, farei de tudo para sair...


{texto escrito em 2006}

Nenhum comentário:

Postar um comentário