00:36

Vazio


E eu sempre me sentia vazia naquela sala. Tanta gente, tanto barulho & ninguém verdadeiramente conseguia me entender. E por mtas vezes todo aquele barulho silenciava & eu só ouvia o som da sua risada. Eu via teu jeito de falar as coisas mais bobas possíveis, eu via vcê andando sem parar como se nada conseguisse te fazer ficar quieto. E nesse momento o mundo parava & alguém parecia me entender. Alguém entendiia qê eu não queria me importar em parecer ser boba, alguém entendiia qê eu não precisava qê ninguém me aceitasse, alguém entendiia & esse mesmo alguém me via como eu realmente era. E nesse lapso de tempo, no momento em qê o tempo parava, parecia qê nada mais importava, nada, nada além de nós dois. E eu sorria sem parar & eu queria correr, eu queria gritar, eu queria me sentir livre, eu queria voar. Mas nada qê eu fazia me fazia me sentir tão satisfeita qnto eu ficava qndo estava do seu lado. E eu amava, amava cada segundo, cada momento, cada sorriso qê dávamos juntos. Eu amava imaginar o futuro lindo qê eu imaginei pra nós. E naquela mesma sala, naquela sala tão cheia de gente, tão cheia de barulho, vcê era a minha única forma de me sentir quem eu realmente era. Vcê me fazia ser quem eu queria ser.

Para JSM

Nenhum comentário:

Postar um comentário