00:21

Livre


Eu não sei porque as coisas chegaram no limite onde estão... Eu ainda Te Amo... E amo muito... Mais do que a mim mesma... Eu nem sei se estou fazendo o certo pensando desta maneira, mas minha vida não te quer mais aqui... Eu quero, mas não aguento mais passar por tudo aquilo que eu passava... Eu não aguento mais sofrer e ver você fazendo coisas como se eu não importasse... Eu Te Amo... Mas não sinto esse amor como uma coisa boa... Eu deixei de viver, pra viver de você... Eu deixei meus amigos, as coisas que eu gostava... E não ganhei nada... Você sempre estava insatisfeito, você sempre estava desconfiado, você sempre estava em cima... Você queria fazer tudo comigo... Mas tudo mesmo... E não me deixava fazer as coisas que eu queria tanto... Você não me deixava mais ter amigos... Não me deixava mais sair... Não me deixava mais respirar... Você queria fazer tudo comigo... Mas eu precisava de um tempo a sós... Quando estávamos em lugares com outras pessoas, você sempre me afastava... Não me deixava fazer amizade com ninguém... Como se eu fosse te trocar por outra pessoa, seja ela amigo ou não... Eu não ia... Talvez se você fosse mais sociável, a gente não estaria passando por tudo isso... Talvez se você se preocupasse um pouco mais com o que eu sentia, com as coisas que me aborreciam, e tentasse fazer algo pra me agradar, me ver feliz... Mas não... Você só queria as coisas do jeito que você queria... Eu não sei se acredito nas suas promessas de mudar... Mas agora eu quero um tempo pra mim... Só pra mim... Pra viver, me sentir livre... Sem ter você me sufocando mais uma vez... Sem ter você me pedindo pra fazer algo do seu jeito... Chegar na hora que você quiser... Te esperar sempre... Você não precisava estar em todos os lugares comigo... Não precisava estar comigo em tudo... Você deveria acrescentar a minha vida, e não sufocá-la... Eu nem sei se te quero ainda... Se algum dia eu vou sentir a tua falta... Mas tudo que eu estou sentindo agora é liberdade... É ser livre... E eu me lembro de como isso era bom!

Para TH

{texto escrito em 2009}

Nenhum comentário:

Postar um comentário