01:28

Se Foi


Sabe, há tanta coisa qê me faz bem, mas também tem mta coisa qê me faz mal. Desculpa eu parecer tão egoísta, mas eu não sinto falta de vcê. Eu sinto falta do qê a gente era, dos amigos qê a gente tinha, dos amigos qê a gente saia, da vida qê a gente tinha. Eu não quero te beijar, te abraçar, estar com vcê. Eu não te quero! Mas me dói todas as vezes qê percebo qê eu só era eu por estar com vcê. Qê os amigos qê eu fiz não eram realmente meus. Qê os cantos qê a gente saia sumiu depois qê a gente acabou. E isso me dá raiva de vcê, dá raiva de miim. Me dá raiva por ter ido embora, por nunca ter deixado raízes. Mas mesmo eu querendo, aí não era o meu lugar. Nunca foi. Eles não era meus, nunca foram. E por mais qê pareça fraqueza da minha parte estar falando disso agora, eu gosto de ver como eu percebo as coisas & entender prqê as coisas doem tanto. E só entendendo isso é qê vou conseguir deixar ir. Deixar ir o qê nunca foi meu & o qê nunca será.

Para ES

Nenhum comentário:

Postar um comentário