00:33

Amor


Carla passava todo dia numa rua que não tinha que passar nunca, só pra passar perto de um moço que ela nem sabia o nome. Carla dizia que era amor. Heytor comprou um carro para Letícia, entregou com uma serenata na data e hora exata que ela completava vinte e oito anos. Heytor queria que fosse amor, mas não tinha certeza. Fabiana e Gabriel viajaram o mundo juntos, se divertiram zilhões de vezes e toda noite Fabiana o abraçava forte, enquanto Gabriel não sabia como dizer que queria ir embora. Gabriel tinha certeza que era amor, ele só queria ir embora. E o amor ia se mostrando pequeno e grande, com forma e jeitos diferentes de expressar, ele não era uma certeza nunca, mesmo para Carla, que passava todo dia na mesma rua, sem precisar passar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário