00:50

Sábado


Sábado eu dormi no teu colo. Sábado você fez carinho no meu cabelo enquanto eu dormia no teu colo. Sábado. Ao mesmo tempo que você fazia carinho e eu dormia, notei que eu amo o teu colo, eu tive certeza que também te amo. Não sei se te amo por culpa do sábado, do colo ou do carinho. Se isso fosse uma crônica, tenho certeza que eu te culparia. Mas, vou culpar o amor, para transformar o nosso sábado, em mais uma poesia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário