22:39

Tempo


O tempo que te pede calma é o mesmo que corre apressado e diz exaltado, "Ou dá passagem ou me acompanha". E eu não sei se eu corro ou vou na manha, ou nem vou, porque eu sou desses que até sobe a montanha, mas dorme no topo duas noites antes de descer. Pois a vida é curta, é verdade, mas as sete da manhã é difícil me convencer, que precisa estar acordado pra viver. O tempo não espera, me disseram. Então não espere, ele que vá sozinho, pois pressa de viver eu não tenho, curto até os minutos que passam enquanto eu mexo a panela da pipoca. Mas Bruno, já se foi meia vida! Oxe, então me deixe, que tenho mais meia vida pra viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário