23:33

Certeza


Pode ter certeza: você sempre terá tudo de mim. Desde o primeiro sorriso tímido até a última despedida. Do olá ao adeus. Afinal, amar (em todas as suas formas e cores) é a mais completa entrega. É a capacidade e vontade de se colocar nas mãos e no peito de um outro alguém (dentro dos limites do respeito, é claro). Então, eu me entrego. Sempre. Em todos os segundos de amor que encontro pelo caminho. Se dói? Bem, já doeu bastante. Mas passa. E algo aprendi bem: eu igualmente desisto. Já sei reconhecer o momento de partir por inteiro. De juntar todos os meus pedaços e seguir. Mas desistir não parece ser triste demais? Depende do que você desiste. Eu não abandono o amor ou o amar. Eu não abandono a chance de novos sorrisos. Eu apenas desisto de quem já desistiu também. E guardo toda a minha entrega para o recíproco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário