18:06

Destrói


Destrói o tempo, divide o peito, e corre atrás de todo amor que você não alcança, para no caminho encontrar alguém tão lento quanto você, cansado do frio na barriga, do frio das palavras, da pele fria e da vida vazia. Coloca a melhor roupa e tira para quem te merece e para quem não te merece, mas que você saiba que é tudo teu daqui para frente, teus erros e tuas noites de amor. Se é para morrer de saudade vá devagar e sorrindo, que o caminho é lindo, o amor que espere. Espere a vida inteira, espere sentado, pois estou com preguiça! Preguiça do amor, da dor e dos aniversários chatos. Eu quero viver todo sábado, morrer todo domingo e dividir a semana com alguém que queira amar ao pé da cama, falando de cinema, ex-namorados e do tempo que está passando rápido demais. Me parece que todos começam a gostar mais rápido do que eu, quando eu chego lá me esquecem. E me parece, que todos começam a esquecer mais rápido do que eu, e eu nunca, nunca chego lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário