15:31

Pressa


Se a vida é tão curta, então, para que a pressa? Desapressa. Se vinte e quatro horas é pouco, vá devagar, ame devagar, pois amanhã o amor pode não acordar e vão te fazer acreditar que faltou pressa. Ora, o que faltou foi amor. Não tenha medo que o relógio roube teus dias de romance. Exatamente por não ter certeza do amanhã, é que a gente desacelera, para quem sabe, poder amar um pouco mais. Ótimos carinhos são arruinados todos os dias por beijos apressados. Exija o beijo devagar, que te faça perder a hora, mas ganhe a vontade de ficar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário