20:36

Saudade


A tarde um beijo seu, a noite eu já não era mais teu. Ora, surpresas do amor, que não surpreende quem conhece a dor e sabe que, a saudade tem cor, é o azul escuro que antecipa o anoitecer, que entrega a tristeza e a esperança e te pede pra escolher, deixando que a solidão coloque uma música para ouvir, indique um livro ou te conte bobagens sobre o passado. Passado não tão distante, a gente encosta se esticar muito os braços. Saudade é uma liberdade que te deixa livre para passar o dia pensando em alguém, um pensamento azulzinho, pintado de coisas que não foram ditas. Quem diria, nós dois transformados em saudade, nosso amor colorido, agora, é um azul bonito, quase noite, quase negro, quase liberdade, quase medo. Saudade também é companhia e não me deixar ficar sozinho, mesmo que eu tranque a casa toda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário