22:51

Falta


Sinto a tua falta todos os dias, e como você pode perceber, todos os dias é muita coisa, é muito mais do que eu devia, muito mais do que eu queria sentir. Sinto não só a casa vazia e a falta da tua companhia, mas sinto como se todo dia fosse a metade de um dia, que não se faz completo sem teu boa noite, sem teu bom dia. As estrelas são só estrelas, não há formação que as faça poesia, e quando caem é só um acidente celeste, e por mais que eu quisesse nenhum desejo se realizaria, mesmo que o céu todo desabasse, pois com o amor não se mexe. Sinto a sua falta, olhando para este céu sem graça, aonde meus sonhos costumavam morar. E as estrelas seguem caindo, pontinhos de esperança que riscam o céu negro, para os que não desistiram de acreditar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário