00:37

Um Minuto


Eu te perdi por um minuto, um mísero minuto, e os meus pés já não tocavam mais nada, eu não conseguia me apoiar, eu não queria me apoiar. Depois que esses sessenta segundos se passaram eu comecei a acrescentar um minuto em todo abraço nosso, em todo beijo, em todo encontro e despedida, com a esperança que a soma desses minutos formem uma vida. Mês que vem eu acrescento mais um minuto, e vão ser dois minutos extras de carinho contigo, e assim por diante, sempre mais, e mais, até que o tempo não seja suficiente e a gente tenha que procurar um planeta só nosso; com dias mais longos, e abraços sem fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário