17:26

Domingo


É fácil notar quando a saudade me vence, quando, por exemplo, é domingo e eu não vou pro samba, ou quando é domingo e eu sento para escrever, sendo que tudo que eu queria agora era fazer outra coisa, pois escrever é falar de você, é contar que perdi pra saudade mais uma vez. Saio para comer alguma coisa e os meus olhos fingem notar a cidade, enquanto meus pensamentos insistem em recordar momentos que nasceram para serem esquecidos, mas que eu não esqueço nunca. A saudade não se aconchega no meu colo, não pede licença, ela sobe nos meus ombros pesando sobre o corpo todo, por isso é tão fácil notar. Esse meu olhar e o jeito de andar, a minha ausência no samba e as poesias, é a saudade vencendo. E, mais uma vez eu te escrevo, "Senti a sua falta hoje". Detesto perder aos domingos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário