15:29

Outro Lado


Notei a menina do outro lado da calçada, duas vidas separadas pelo espaço de uma faixa de pedestre e o tempo de um sinal vermelho. A luz verde nos permite o encontro, os corpos atravessam a rua e os olhos atropelam-se. Chego ao outro lado e percebo que aqueles poucos segundos foram suficientes para a conhecer mais do que a maioria dos seres dessa terra. Sei que ela usa jaqueta jeans mesmo em dias quentes, que ela nunca vai lavar o All Star que um dia foi branco e que leva a mochila apenas em um dos ombros, não sei se por preguiça ou estilo. Eu abro um sorriso. Um homem passa ao meu lado e estranha a minha alegria solitária, afinal, são tempos difíceis para rir sem motivo. O olhar dele é recebido pelo meu, os rostos desviam e seguimos cada um para o seu destino. Sinto que a vida é isso, um esbarrar de olhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário