18:35

Trovões


Carrego trovões
no meu peito
que ninguém escuta
todo mundo aparece
quando a chuva já passou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário