Carta Para os Meus Amigos

- 20:11 ❞

Eu lembro qnd vcê entrou no meu projeto na empresa, vcê entrou junto com várias pessoas & eu não reparei em vcê de primeira. Mas as coisas foram se acalmando & eu sempre tive essa espectativas por me apaixonar, então eu procurava algum cara qê fosse gatinho & foi qnd eu vi vcê. Eu não curtia mto as pessoas qê andavam com vcê, mas como eu queria me aproximar, eu fingia qê tava tudo bem. No final das contas, as pessoas eram legais & eu comecei a gostar delas. Mas a desculpa qê eu usava era prqê nos sábados qê a gente largava a noite eu precisava de companhia pra não ir até a parada sozinha & aproveita qê quase todos pegavam o mesmo ônibus. Mas a gente começou a se aproximar mto, a gente saía pra comprar DVD, pra comer juntos & até voltamos pra casa no mesmo ônibus todos os diias. Vcê até começou a me contar da menina qê vcê gostava. Mas teve uma época qê a gente fez um treinamento bem longe & vcê fazia questão de me esperar no meio do caminho pra eu ir sozinha. E foi no meio dessas idas & vindas qê eu fiquei mto afim de vcê, mas não disse, eu dava sinais & hoje sei qê vcê percebia, mas fingia qê não via prqê sempre soube qê a gente não daria certo. Vcê gostava de uma pessoa, eu já ficava com outra & aquela seria só uma vez, só pra matar a vontade. Então passou, & a gente continuou mto amigos, saindo, dividindo coisas, segredos, brincadeiras & sonhos. Até o diia qê eu fui demitida & a gente não se falou mais. Vcê não tinha rede social, só tinha celular & eu não sei aonde foi parar seu número. Eu sinto saudades, eu tenho curiosidade de saber como vcê está. Eu sei qê a gente é mto diferente, mas eu sei qê na realidade daquela época a gente conseguia se encaixar. Eu espero qê vcê esteja bem, esteja feliz & qê tenha conseguido realizar todos aqueles planos qê vcê fazia, mas não contava pra ninguém. Meu carinho por vcê sempre vai imenso & sempre vai existir. Onde quer qê a gente esteja, vcê sempre vai ser a pessoa qê me arretava pra pegar o ônibus articulado.

Para RG

Nenhum comentário:

Postar um comentário