Gato Siamês, Poesia 10 e Poesia Paris (Lud Session) ~ Ludmilla feat. Xamã

- 21:55 ❞

Vou te avisar
Você corre perigo
Deitado na minha cama
Sexo comigo é incrível

Pulou pro sofá
Com cara de quem quer continuar
Acende a blunt, assume o volante
Vai me chama pra fumar

Tá tudo bem
Te deixo me fazer de refém
Mas jogo limpo contigo
Sabe que só é mais um no meu harém

Não quero cometer
Esse crime de novo
Te fazer sofrer, te fazer chorar
E você reclamando com o povo

Eu já conheço esse filme
E você também
Mas eu sou o problema
Que te faz sentir tão bem

Então vem
Como um gato siamês
Pagando o ingresso mais caro
Só pra chorar outra vez

A gente se usa por hoje
Eu tô de volta daqui a um mês
Eu vou voltar
Eu vou voltar
Eu vou voltar

Já vou te avisar
Se pá eu te odeio, te amo
Te beijo e te vejo blefando pra nós

Valeu por tentar
Mas hoje tem papo de trinta sentando
Mas, eu ouço sua voz me chamando mais
Eu ouço sua voz

Louca, louca
Tô passando mal
Faz...

Porra, tu é fenomenal
Nossa vibe é outra
Só não vem de garfo que hoje a janta é sopa

Opa, ela quer me mal
E eu sou todo errado e minhas ideias pouca
Opa, ela quer meu...
Toda apaixonada que mania escrota

To love me
Vivo entre hotéis e lofts
Lágrimas, troféus nos móveis
Seus olhos, todos os santos, todas as estrelas
Quase todos os OVNIs

Eu não te amo, isso é lógico
Eu tô blefando, isso é óbvio
Malak beat neurótico

Vou te avisar
Você corre perigo
Deitado na minha cama
Sexo comigo é incrível

Tu brinca demais
Desculpe, mas hoje eu não tenho um bom plano
Só um vinho maldito, um piano pra nós

Tá tudo bem
Te deixo me fazer de refém
Mas jogo limpo contigo
Sabe que é só mais um no meu harém

Quanto tempo faz
Não sei se são meses ou são anos
Que eu caí no baile do cigano
Você me amou por engano



Já tá geral sabendo, eu não te quero mais
E abaixa o tom de voz, porque solteiro não trai
Ver você mentir pra mim aumenta minha ira
Mas não me deito mais na tua cama de mentiras

No telefone, nas chamada, é mais de cem
Sou bonita pra caralho pra fazer parte do teu harém
Daqui pra frente vai ser tudo diferente
Não existe mais, não existe mais a gente

Ah, ela não senta como eu
Ah, ela não fode como eu

Eu vou sair, bebê, yeah
Te esquecer, eu boto fé
Vou ficar com outra mulher
Também beijar uns cara, né?

Vou fazer o que eu quiser
Vai sentir saudade, né?
Mas eu não volto, yeah
Me esquecer que é foda, né?

Oh, oh, oh, oh
Uma taça de Chandon, um calor no edredom

Oh, oh, oh, oh
Guarda na memória os momentos bons



Alô, quem tá falando é o grande amor da sua vida
Quanto tempo eu não te vejo aqui
Me leve com amor nessa nossa batida, linda
Quanto tempo eu não te vejo aqui

Yeah, foi sabotagem, eu paguei 3,80 na passagem
Ela parou, passou pelada, é mó viagem
Paty Rio e Niterói, curte rap, punk e tatuagem
Maconha, flow de sucessagem

Chega a mandar mensagem que comprou cerveja
Te busco lá no ponto, você vem e me beija
Eu te beijo e pronto, tua perna fraqueja
Te devo quinze conto, mesmo assim tu me corteja

Quer que eu vá na igreja, mas eu que não sou santo
Dou mais dois catranco, mô, na cantareira
Fica de bobeira, desça do tamanco, seja mais maneira
Mas não seja tanto, amanhã é sexta-feira
Ela já quis viajar, hoje quer ficar da melhor maneira

Como andam as coisas da vida, linda?
Sou seu Engenheiro do Hawaii
Me leve com amor nessa nossa batida, linda
Quanto tempo eu não te vejo aqui

Gato Siamês, Poesia 10 e Poesia Paris (Lud Session) ~ Ludmilla feat. Xamã

Nenhum comentário:

Postar um comentário