Quem Diria?

- 20:20 ❞

Você me olha de canto de olho e diz sorrindo: "quem diria?". Eu acho mesmo que ninguém "diria". Os astros? Tentam entender até agora. Para as pessoas em volta? Improvável. Para nós? Não sei, eu coloco a culpa em você e vice-versa. Você sabe que não me dava bola, mas não admite - e vice-versa, de novo. Mas agora, quando as minhas mãos brincam com as suas, quando a gente divide uma água ou a sobremesa inteira, quando você deita ao meu lado ou eu te abraço como se fosse a coisa mais valiosa do mundo - e é -, qualquer um diria. Quando eu te olho dormindo e luto para não perder um segundo, qualquer um saberia. Agora, eu quero saber tudo, desde o que você sonhava em ser quando era criança até as suas manias mais irritantes. E tudo bem que na maior parte do tempo a sua cabeça viva em algum lugar distante tipo a lua… Eu sempre quis conhecer o mundo fora daqui. Será que aí também tem estrelas para olhar à noite? Se não tiver, eu te levo umas daqui.
Sabia que dia sim e dia não eu entro no site daquele cantor que você ama só para ver se ele não marcou um show por aqui? Sabia que eu não tenho coragem de lavar o moletom que você usou para ter o seu cheiro por aqui só mais um pouquinho quando você não está? Sabia que eu nunca gostei tanto de tudo aquilo que "quem diria"?
Você vira o rosto. Você diz que não acredita. Você pergunta: "em quem tu tá pensando?". E é você. É sempre só você. Mas… Quem diria? Você nunca ouviu por aí que "a gente nunca sabe de quem vai gostar"?
Eu te gosto. Até quando ninguém diria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário