o conto dos dois mundos (hipocrisia) ~ Luísa Sonza

- 22:35 ❞

Não tem a ver com meu jeito de pensar
Nem tem a ver com nada
Sabe, tanta hipocrisia me cansa
Queria ir pra casa

No meio do mato
Que a gente bate bola e tu me ouve cantar no quarto
Ô saudade
Quando me carregava no colo, tudo era tão fácil

Toda essa cidade sem ninguém pra conversar, muito bem
Eu tive que ir embora, sempre soube me virar sem ninguém

Então pensa bem antes de querer falar
Que antes de pensar tu já fala
Todo mundo quer tá no lugar
Todo mundo quer me machucar

Não tem a ver com meu jeito de pensar
Não tem a ver com nada
Sabe, tanta hipocrisia me cansa
Queria ir pra casa

Aqui já não tem mais graça
Pensei que encaixava
Mas não tem a ver com meu jeito de pensar
Nem com meu jeito de cantar

Ó pai, sei que te preocupa
Que só você sabe que isso não é minha culpa
Só você viu, sei que sentiu
Eu morrendo pra tentar salvar quem machuca meu peito

Pensa direito
Que essa vida não é bem desse jeito
Tenho peito pra peitar a vida
É que do meu jeito ela é mais bonita

Toda essa cidade sem ninguém pra conversar, muito bem
Eu tive que ir embora, sempre soube me virar sem ninguém

Então pensa bem antes de querer falar
Que antes de pensar tu já fala
Todo mundo quer tá no lugar
Todo mundo quer me machucar

Não tem a ver com meu jeito de pensar
Não tem a ver com nada
Sabe, tanta hipocrisia me cansa
Queria ir pra casa

Aqui já não tem mais graça
Pensei que encaixava
Mas não tem a ver com meu jeito de pensar
Nem com meu jeito de cantar

Não tem a ver com meu jeito de pensar
Não tem a ver com nada
Sabe, tanta hipocrisia me cansa
Queria ir pra casa

Aqui já não tem mais graça
Pensei que encaixava
Mas não tem a ver com meu jeito de pensar
Nem com meu jeito de cantar

o conto dos dois mundos (hipocrisia) ~ Luísa Sonza

Nenhum comentário:

Postar um comentário