01:18

Nosso Pequeno Infinito


Agora me diz qê eu tô errada! Eu chorei qndo a gente se beijou a primeira vez dps qê acabamos. Eu queria te abraçar, te segurar, nunca mais te soltar. Mas eu nunca sei como ir atrás das coisas qê eu quero. Eu nunca sei como falar, como demonstrar, como fazer o outro entender o qê se passa dentro de miim. É qê tanta coisa não deu certo nessa vida qê qndo dá eu nem sei o qê fazer. Eu sou do tpw qê preciso perder pra dar valor, do tpw qê precisa de segurança pra se sentir bem. E eu não posso negar qê em todas as vezes qê eu te viia, todas elas, eu queria um pedaço do nosso infinito de volta. Prqê por mais qê a gente brigasse, por mais qê a gente descordasse, a gente conseguia fazer dar certo de um jeito qê ninguém mais conseguia. Vcê sempre me deixou livre, como um passarinho, mas eu sempre quis voltar. Eu podia ficar com vários, eu podia sair pra badalar, eu podia estar rodeado de amigos, mas no final do diia a única coisa qê eu queria era deitar nos teus braços & poder sentir o teu cheiro. Era uma sensação qê não dá pra descrever, era encontro, aconchego, carinho, segurança, respeito, sinceridade &, principalmente, mto amr. Agora me diz qê vcê conseguiria viver o resto da sua vida sem sentir de novo essa sensação. Difícil, neah!? É até egoísta da minha parte eu não estar akê enumerando as tuas qualidades & falando o qnto vcê é maravilhoso, mas estar com vcê vai mto além do qê o qê a gente é. Estar com vcê é o qê faz da gente ser o qê somos qndo estamos juntos & qnto estamos juntos, eu & vcê, é a melhor sensação. As brincadeiras, as mordidas, aquelas conchinhas tão perfeitas, o cheiro, as chantagens... Tudo fazia parte do nosso mundinho, do nosso infinito qê estava ali, todo tempo, mas eu não soube dar valor.

Para ES

Nenhum comentário:

Postar um comentário