00:43

Escorpião


É intensidade que rasga o peito alheio, mas antes rasga o próprio peito. É sentir dor e não mostrar, é sentir amor e transbordar, é ter no peito um mar tão profundo que engole quem não saber nadar, mas acolhe quem não tiver medo de mergulhar. É ferir por amar demais, é proteger quem se quer mais. É ser veneno e cura ao mesmo tempo.

- João Doederlein

Nenhum comentário:

Postar um comentário