23:17

Vcê&Eu


Não sei por que me pego procurando por notícias tua quando eu sei que vai atrapalhar todo o meu discurso de "eu-estou-melhor-agora". Não entendo essa minha mania besta de implorar para as minhas amigas me dizerem qualquer coisa sobre você, qualquer umazinha, só pra matar saudade. Pra atualizar a minha lista de decepções que envolvem você. É ridícula essa minha necessidade de cutucar minha ferida que nunca cicatriza. Eu te excluí de todas as minhas redes sociais para provar aos quatro cantos do mundo de como eu sou madura, de como eu não sinto a sua falta, mas é inútil quando eu atualizo as tuas páginas todos os dias. (...) Eu deixei de existir pra você? Não diga que foi fácil me esquecer, por favor. Não me deixe saber que eu nunca fiz diferença, até porque, eu sei que te marquei. Sei que no fundo, eu te fiz diferença. Pode dizer para a nova garota o quanto ela é especial e do quanto você gosta dela, mas, nós dois sabemos que a minha risada ainda é a tua preferida, e que ela não conta as piadas mais sem graças da face da Terra. E é por conta disso que eu me conformo; o que nós tivemos não pode ser apagado por um par de olhos escuros. Um dia, mesmo que esse demore, você vai perceber que eu faço falta. Você foi o cara que, quando foi embora, me deixou sentindo um vazio bem grande. E você sabe, não importa quantas garotas passem pela sua vida, algo sempre vai estremecer quando você ouvir o meu nome. Nós nos completamos de alguma forma, e disso, não dá pra esquecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário