00:23

Prometido


Eu tinha prometido pra mim mesmo que não escreveria mais sobre você, mas as palavras teimam em me jogar sobre você, em me fazer te lembrar a cada passo que dou. A cada beijo que vejo, me lembro dos teus lábios próximos aos meus, a cada perfume que sinto, me lembro do teu cheiro que ficava em minha roupa. Não tem como fugir, cada pessoa me lembra você, um detalhe, um capricho, uma maldade e até uma mania boba de roer as unhas quando está nervoso. Teus costumes viraram meus, teus gostos agora são meus gostos, e a tua saudade é minha, tua partida é minha, quem dera você também fosse meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário