00:19


O nó nem é mais na garganta, é bem no meio, quase que no peito, dum jeito que aperta o coração e o pulmão ao mesmo tempo. Tá difícil de respirar e tá difícil de amar. Vivo engasgado, não choro, mas também não dou risada, não durmo mas me mantenho deitado, tentando entender um mundo todo quebrado. Parece que o nó corre por tudo, abraça os continentes e deixa um mar de gente sentindo o que sinto, gente que não chora mas também não dá risada, gente engasgada, com um nó que aperta dum jeito, sério, dum jeito, que tá difícil dizer eu te amo, tá difícil conseguir escutar, tá difícil cara, tem até quem desistiu de amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário