02:50

Vazio


Aceita esse carinho e não dá nome ao vazio, dar nome ao que não existe é uma bobagem sem volta, você vai querer ser vazio sempre. Não é qualquer abraço que preenche, nem qualquer cheiro, você pode ser sozinho e ainda assim ser inteiro. Alguém disse lá atrás que a gente só se completa a dois, mas não, não é assim, a gente se preenche com um tanto de coisa: com cheiro de pão saindo do forno, domingos eternos e versos inacabados. Tem gente que só precisa de um pouco de música e um fone de ouvido. Tem quem precise rodar o mundo pra se sentir completo. E a gente nunca sente, e esse é o barato. Mas precisa ter algo lá, algo dançando dentro da gente, querendo mais, pedindo por risada ou inspiração. É só isso que eu gostaria que você entendesse, você não precisa de ninguém pra se sentir melhor. Tá bem, é verdade que tem gente que chega e preenche tudo; vem música, sorrisos, abraços, histórias... tudo de uma vez só, até amor se tu der sorte. E é realmente fantástico! Mas tenho que lhe confessar, já vi muitos desses se tornarem vazios depois, muitos mesmo. Por isso eu insisto pra você resolver sozinha, pra quem chegar ou for embora saber desde o início que você se vira, pois não depende do amor de ninguém, só do teu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário