23:48

Fases


Passei da fase de beber em todos os bares da cidade, sair de casa de segunda à sexta-feira e olhar para o extrato do cartão duvidando que estive em todos aqueles lugares. Passei também da fase da yôga, chá verde e carne somente às quartas-feiras. Tentei juntar as duas fases e não deu certo, acredite em mim, é quase impossível ir do bar direto para a yôga. Estou agora na parte da terapia, natação e documentários do Netflix (qualquer um de superação que me faça chorar desde o início). Tudo isso pra te dizer que estou tentando, eu nunca desisti, e sei disso quando passo a fazer coisas em que não acredito (fiz até meu mapa astral, lua em leão, caso queira saber). A vida ainda é um barato, mesmo quando estou andando com um tapetinho embaixo do braço tentando me salvar, ou, e principalmente, quando eu coloco um disco que era nosso e deixo tocar o dia todo, torcendo pra no final ele ser somente meu. Eu não vou desistir, até todos os discos dessa casa cantarem sobre outro amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário