14:57

Fôlego


O meu coração
é um museu de versões de mim
morrendo sem fôlego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário