Valente ~ MC Tha

- 00:56 ❞

Liberta a tua mente pra ela não desandar
Lembra que é valente como as águas do mar
Que é tapete de serpente que dão pra nós pisar
Andai com passo firme que é pra não bambear

Quem eles pensam que são pra te apontar?
Não sabem da tua luta, não entendem seu linguajar
Que haja flor no seu caminho e no meu caminhar
Que a felicidade possa estar num olhar

Bota o dedo pro alto e deixe os pés na raiz
No asfalto ou na favela, quem não quer ser feliz?
Encontrar pote de ouro no fim do arco-íris
Beber sabedoria, se encontrar pra ser livre



Bota o dedo pro alto



Bota o dedo pro alto e deixe os pés na raiz
No asfalto ou na favela, quem não quer ser feliz?
Encontrar pote de ouro no fim do arco-íris
Beber sabedoria, se encontrar pra ser livre

Liberta a tua mente pra ela não desandar
Lembra que é valente como as águas do mar
Que é tapete de serpente que dão pra nós pisar
Andai com passo firme que é pra não bambear

Quem eles pensam que são pra te apontar?
Não sabem da tua luta, não entendem seu linguajar
Que haja flor no seu caminho e no meu caminhar
Que a felicidade possa estar num olhar

Bota o dedo pro alto e deixe os pés na raiz
No asfalto ou na favela, quem não quer ser feliz?
Encontrar pote de ouro no fim do arco-íris
Beber sabedoria, se encontrar pra ser livre



Bota o dedo pro alto



Bota o dedo pro alto e deixe os pés na raiz
No asfalto ou na favela, quem não quer ser feliz?
Encontrar pote de ouro no fim do arco-íris
Beber sabedoria, se encontrar pra ser livre

Valente ~ MC Tha

Nenhum comentário:

Postar um comentário