02:39

Platônico


Eu não queria te escrever, eu não queria qê parecesse qê vcê é igual aos outros, eu não queria qê parecesse qê isso é mais do qê parece ser. Eu não sei mais como é me apaixonar, então eu aprendi a não fazer tanta festa qnd meu coração pulsa um pouco mais rápido, eu aprendi a nunca falar qê é pra sempre ou qê é pra valer. Eu aprendi a partir, eu aprendi a deixar ir, eu aprendi a ajustar a vela do meu barco & mudar o rumo da minha navegação. Mas o qê eu vou fazer com todas aquelas vezes qê eu te vejo tão concentrado fazendo as suas coisas & eu tenho vontade de ficar do teu lado bem paradinha só olhando pra vcê!? O qê eu vou fazer com todo o meu jeito qê eu não consigo ser com vcê!? O qê eu vou fazer com toda essa vontade de ficar deitada olhando pra vcê enquanto eu mexo no seu cabelo!? Prqê esse teu sorriso me prende tanto!? Prqê essa tua voz com esse teu meio sotaque me hipnotiza tanto assim!? Talvez, se eu tivesse essas respostas eu já teria te jogado essa real, mas eu tenho tanto medo de dar errado. Eu tenho tanto medo de te dar uma impressão errada. Eu tenho medo da gente começar a se afastar, medo de vcê conhecer uma outra garota nesse meio tempo qê eu tô dando bobeira. Mas qnd eu te olho de longe parece qê todo o mundo para & nada mais importa além de nós dois. Eu me sinto uma adolescente qnd eu me apaixonava por aí & ficava ali quietinha, caladinha esperando um milagre divino qê de repente o outro fosse me olhar & perceber todas as coisas qê não tinha percebido antes. Mas eu não sei como chegar em vcê, eu não sei fazer do meu jeitinho qê eu sei qê daria certo com tantos outros. Vcê não é nenhum deles, vcê não é como nenhum deles. Vcê não é como nenhum dos milhares de caras qê eu já me relacionei nessa vida. Vcê é só vcê, com esse teu jeitinho calmo & tímido, qê faz todo esse meu furacão desacelerar. Vcê faz todo água do meu tsunami secar. E eu só queria fazer os nossos mundos pararem de girar por alguns minutos &, quem sabe assim, a gente possa se encontrar.

Para CG

Nenhum comentário:

Postar um comentário