Tão Você

- 00:09 ❞

Eu ainda sou tão você que me dói. Ainda sou tão você que não consigo dormir porque algo me sufoca. Ainda sou tão você que esqueço de desligar o forno, deixo a água quente virar e derrubo todos os papéis. Eu ainda sou tão você que me perdi e mal encontro o caminho de volta. Não existe mapa. Não há GPS para me guiar. Parece que não há rota ainda e vou ter que escrever e traçar ela pela primeira vez. Não há guias, manuais, receitas mágicas: eu me deixei em você e me preciso de volta. É um caso de emergência, as sirenes da ambulância podem ser ouvidas ao longe. Minha maca já foi reservada e eu já aceitei a cicatriz que ficará da cirurgia. Mas eu sou tão você que ainda olho pra trás. Ainda espero te ver abrindo a porta para me receber, ainda que a casa esteja caindo aos pedaços. No fim das contas, eu sou tão você que nem me quero de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário