Geleira do Tempo ~ ANAVITÓRIA, Jorge & Mateus

- 22:31 ❞

Não te conheço tão no fundo pra entender
O que você diz em silêncio
Suponho tantas coisas, mas não sei
Se é minha vontade inventando a sua

Será que a gente tá pensando o mesmo?
Não tem ninguém pra nos testemunhar
O que acontece entre nós
É coisa nossa

A gente se encontra nas mesmas ideias
De vida, de gente, de desconstrução
No espaço que existe entre a raiva e a risada
E rir com você dos problemas me parece bom

Será que a gente tá querendo o mesmo?
Só tem nós dois aqui, pode dizer
Eu também tava na sua cabeça?
É que você nunca saiu daqui não

E quando eu tento decifrar eu vejo
Qual o tamanho desse sentimento
Adormecido e preservado
Nessa geleira do tempo

Cada minuto que eu te vejo é pouco
Pra essa vontade que explode aqui dentro
Qual o poder da colisão de dois
Corações desatentos

"De dois corações desatentos"



Seu olho me encarando e eu implorando
Seu beijo em silêncio
À nossa volta o mundo congelado
Esperando o momento

Já nem me lembro mais há quanto tempo
Eu te quero aqui dentro
Só de pensar que vai acontecer
Eu não sei se eu aguento

E quando eu tento decifrar eu vejo
Qual o tamanho desse sentimento
Adormecido e preservado
Nessa geleira do tempo

Cada minuto que eu te vejo é pouco
Pra essa vontade que explode aqui dentro
Qual o poder da colisão de dois
Corações desatentos

E quando eu tento decifrar eu vejo
Qual o tamanho desse sentimento
Adormecido e preservado
Nessa geleira do tempo

Cada minuto que eu te vejo é pouco
Pra essa vontade que explode aqui dentro
Qual o poder da colisão de dois
Corações desatentos

Geleira do Tempo ~ ANAVITÓRIA, Jorge & Mateus

Nenhum comentário:

Postar um comentário