Tempo

- 15:30 ❞

Se eu contar que todas essas marcas foram culpa do tempo, você acredita? Ele que passou apesar dos meus impedimentos, me atropelando até quando pedi calma. E já não sei ao certo o quanto dele passou por mim. O calendário diz que faz mais de trinta anos, mas essa medida foi criada por homens derrotados pela própria invenção. Não dá para dizer apenas com números o quanto de vida passou por aqui. Imagina, então, saber o quanto de vida está por vir. Seria uma loucura. A resposta deve estar guardada, numa carta fechada em fios de prata, no bolso dos anjos mais inquietos. O tempo, que me fizeram acreditar, existe apenas quando observo os relógios. Acabei de olhar: são 18:24 de uma quinta-feira e estou perdendo mais um pôr do sol. Talvez seja esse o segredo que guardam os anjos: o tempo é medido pelo sol que nasce e morre sorrindo; esquecer o sol é, além de pecado, tempo perdido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário