Terra ~ ANAVITÓRIA

- 22:10 ❞

Será
Que a tua boca pede minha boca quando bebe de outro alguém?
Que a tua mão procura a minha? Porque a minha te procura também
Você se lembra como é bom arder comigo?
Você se lembra como é bom?

E eu sei
Já faz um tempo desde aquela vez
Que não cabia em nós pensar sobre o depois
Que a gente inventou que o mundo era pra dois
E as nuvens do seu rosto me diziam sim

Que a gente se sabia antes de tão perto
E quando eu digo isso não é sobre o etéreo, não
Que eu viro terra, eu planto minha raiz no chão
Quando você existe aqui

Será
Que a tua boca pede minha boca quando bebe de outro alguém?
Que a tua mão procura a minha? Porque a minha te procura também
Você se lembra como é bom arder comigo?
Você se lembra como é bom?

E eu sei
Já faz um tempo desde aquela vez
Que não cabia em nós pensar sobre o depois
Que a gente inventou que o mundo era pra dois
E as nuvens do seu rosto me diziam sim

Que a gente se sabia antes de tão perto
E quando eu digo isso não é sobre o etéreo, não
Que eu viro terra, eu planto minha raiz no chão
Quando você existe aqui

Mudam marés
Crescem mãos
Surgem fés

Astros transitam
Coisas vão
Coisas são

É o teu jeito de me perguntar se eu tô bem
O teu lábio que treme quando não sabe dizer
As palavras que são tão íntimas de você
E o teu corpo que eu ainda não descobri
Mas que eu sinto tão bem

Quando você existe aqui
Quando você existe aqui
(BIS)

Terra ~ ANAVITÓRIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário