Aquarela #3 - Só Sei Sorrir ~ Tritom, Ed Gouveia, Luciana Ribeiro, Tom Zahir & Bárbara Dias

- 20:50 ❞

Não me deixa sem você
Eu sou tempo nublado, violão desafinado
Mas quando eu tô do seu lado
Eu só sei sorrir, sorrir

Não me deixa sem você
Eu sou saudade, sou metade
Seu amor é o sol que invade minha janela à tarde
E me faz sorrir, sorrir

Ela chega no sapatinho
Vem sorrindo de mansinho
Como quem não quer nada

Ela quer tudo e mais um pouco
Coração tá leve e solto
Perguntou de compromisso
Ela responde: Tá louco

Em casa amor nunca faltou
Aprendeu desde pequena seu valor
E que valorizar cada passo do caminho
Vale mais do que chegar finalmente no destino

Ela é teu sol na tempestade
Vai te deixar saudade
Ela é um mar de paz e paisagem

Ela é corpo e mente sã
Poesia e Djvan
Ela é obra de arte
E eu seu maior fã

Ô, ô linda
Já reparou como a gente combina?
Nosso santo bateu, bateu
Bateu palma lá de cima

Quero te aprender
Queira me ensinar
Eu sou poeta e não aprendi a amar
(BIS)

Ela não é do tipo de mulher que se entrega de primeira
De segunda ou de terceira
E nem os loucos sabem
O jeito certo pra ganhar seu coração

Mas sei lá, acho que eu dei a sorte grande
Ganhei na loteria um coração de diamante
Mergulhei tão fundo que toquei as mãos no céu
Quando vi no horizonte a cor dos seus olhos de mel

Nada, nada, nada
Tira esse sorriso na minha cara
De bobo apaixonado
Jogado aos seus pés, exagerado

Pois é
Chega mais perto e
Mata a vontade
Maturidade
Passa longe quando estamos a sós

E nem o Sol tem um brilho tão contagiante
Um jeito tão doce de amar
Tão alegre de viver
Tão leve de sonhar

Não me deixa sem você
Eu sou tempo nublado, violão desafinado
Mas quando eu tô do seu lado
Eu só sei sorrir, sorrir

Não me deixa sem você
Eu sou saudade, sou metade
Seu amor é o sol que invade minha janela à tarde
E me faz sorrir, sorrir

Vento forte, água do mar
Vibe boa de viver
Seu sorriso vem me dar
Motivos pra agradecer

Sinta o meu calor tocar
Seu mais profundo querer
Deixa eu djavanear
Eu vou devorar você

Me encontro nas loucuras do seu jeito
E me perco sem censura no seu beijo bom
Quando me tira o ar e deixa o seu batom em mim

Me diz o que é que você fez
Pra me fazer agir assim
Eu te conheço há só um mês
E já te quero só pra mim

Afogamos nossas bocas
A meia-luz, as vozes roucas
O seu perfume a perfumar o ar, o ar , o ar

Sou viciada no seu cheiro
Sua beleza é um devaneio
Eu não me canso de te olhar
Então, chega mais perto e

Não me deixa sem você
Eu sou tempo nublado, violão desafinado
Mas quando eu tô do seu lado
Eu só sei sorrir, sorrir

Não me deixa sem você
Eu sou saudade, sou metade
Seu amor é o sol que invade minha janela à tarde
E me faz sorrir, sorrir

Congela a cena
Mirando teu olhar no meu
Dispara esse sorriso encabulado

Faz de mim alvo teu desejo
Não posso negar teu beijo
Me botou contra parede
Puxou o tapete que deitava a minha solidão

Eu ariano torto, louco complicado
Levando uma vida tranquilão
Vem você tumultuando meu barraco
Olha só que confusão

E eu gosto
E agora cê vem dizer que vai
Se encontrar longe de mim talvez
Pede pra que eu fique bem em paz
Todo aquele papo

Liberdade e amor não são rivais
Às vezes leva um tempo pra entender
E quando voo é junto lado a lado
O céu fica mais lindo de se ver

Mas, se quiser ir só até entendo
E rezo pra um dia querer voltar
Se encontra mundo à for
Pra entender que seu lugar
Sou eu

Bandeira branca pro amor
Até agora o meu corpo não acreditou
Que pode arrepiar sem medo de te viver

Teu beijo descompassou
Nem tá dando pra fingir que eu tô acostumada
Porque eu não tô, não
Eu só quero você

A gente passa a vida inteira procurando alguém
Pra descobrir na ironia que o amor só chega quando a gente tá bem
Só chega quando a gente tá só bem

Sem a pressa de acelerar
E correr pro sim
Por medo da solidão nunca
Mais chegar ao fim

Você me fez ver que dá
Pra ser feliz, ô se dá
Me acendeu
Pra vida ia iá pararapapapa

Sem prometer nada
Me beija e não, não, não para
Me abraça e não me solta nunca mais

Não me deixa sem você
Eu sou tempo nublado, violão desafinado
Mas quando eu tô do seu lado
Eu só sei sorrir, sorrir

Não me deixa sem você
Eu sou saudade, sou metade
Seu amor é o sol que invade minha janela à tarde
E me faz sorrir, sorrir

Congela a cena

Aquarela #3 - Só Sei Sorrir ~ Tritom, Ed Gouveia, Luciana Ribeiro, Tom Zahir & Bárbara Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário