Máquina do Tempo

- 22:27 ❞

De repente, sem que alguém avise, ou uma sirene toque no topo da casa, eu passo a recriar histórias vividas, onde eu digo coisas diferentes do que disse, acreditando que uma cena específica tenha sido o ponto de virada. Me iludo pensando, se as palavras e movimentos daquele dia fossem outros, o meu sentimento agora também seria outro, me esquecendo que, quando aconteceu, eu sentia outra coisa, e as palavras ditas foram exatamente as que tive vontade em dizer. Por isso agradeço a inexistência de uma máquina do tempo, que apenas me faria errar diversas vezes num mesmo momento, sem me dar chances de seguir em frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário