Madrugada

- 18:03 ❞

Aparece aqui de madrugada, gritando o meu nome, jogando pedrinha no vidro da minha janela. Fala que não aguentou de saudade, que queria matar a vontade, que precisava de mim até a eternidade.

- Aleatoriamente, você

Nenhum comentário:

Postar um comentário