19:02

20:44

Encontrar


A pessoa que
tanto procuramos,
devemos procurar
em nós mesmos.

- Ewerton Lucas

20:34

Oitavo


Domingo de chuva, não havia nada para fazer além de pensar bobagens, assim surgiu a péssima ideia de listar os carros que teve, depois, as músicas preferidas, as melhores amigas e as viagens inesquecíveis. Foi fazendo listas, esquecendo de algumas coisas e relembrando tantas outras. Inocentemente passou a listar os melhores beijos, o que foi um pulo até começar a contar namorados. Nessa hora, empacou, pois vários deles não saberia como diferenciar, iria ter que criar subgrupos: quase namoro; conheci a família; foi, mas não foi; noivado e etc. Para deixar ainda mais perigoso criou a melhor de todas as listas: os amores da minha vida. Voltou ao tempo de colégio e recordou o primeiro amor, aquele em que o ponto alto foi o trabalho que fizeram em grupo. O segundo, entrou na lista somente por ter sido a primeira vez em que dormiu com alguém, se não fosse por isso, não teria sido lembrado. Achou melhor deixar na lista e colocou uma observação ao lado: *primeira vez. O terceiro foi o namorado em que jurou amar para sempre, foi o ano em que mais desenhou corações. Foi também o primeiro término, a primeira vez em que pensou que a vida havia acabado, e realmente acabou durante três semanas, até o quarto da lista aparecer. Do quarto até o sétimo ficou mais confuso, dois deles entravam na lista apenas por estarem também na lista de melhores beijos, primeiro e segundo respectivamente. Quando chegou no número oito ela sorriu, pensou o quanto chorou por amores que hoje são divertidas lembranças, pegou o celular com as duas mãos, e rindo de uma piada que só ela entendia, escreveu: "Você é o oitavo, sabia? E, se der muita sorte, será o último".


23:56

Compras

Oi gente! Hoje eu precisei ir no Atacado dos Presentes com minha mãe & como sempre qê passo lá, trouxe uns mimos de decoração. 😊


• Suculentas Artificiais ~ Atacado dos Presentes: A minha intenção era comprar cactos, primeiramente de verdade, depois artificiais, mas como não tinha, eu gostei mto dessas suculentas.


• Frasco ~ Atacado dos Presentes: Achei bonitinho & baratinho, então trouxe.


• Jarro com Flores~ Atacado dos Presentes: Eu tinha um akê já, mas não combinava com a decoração do meu quarto, qê é com tons de rosa & azul, então trouxe outro pra trocar.

Além disso trouxe uma toalha pra visitas & um cesto de roupa pra casa.

Bgs. 😘

20:33

Precisando


Tô precisando de você. É isso mesmo, precisando. Não estou falando de querer, pois querer é desejo sem pressa, é desejo fácil, mas um dos mais verdadeiros. Precisar é urgência, é ter perto ou enlouquecer por instantes. É saber que não tem outro jeito, que a cura é só você mesmo. Não adianta outro cheiro, som ou pele. Tem que ser desse jeitinho seu, um jeitinho que resolve quase tudo, só não resolve o que existe entre nós. É você que vai saber o que dizer agora, você que sabe o jeito certo de nos ajeitarmos nesse sofá pequeno e, sabe que o nosso abraço deitado dura até o primeiro braço começar a formigar. Aquele momento que você para o carinho e pergunta, "Tá bom assim?", é claro que tá. É você que sabe a hora de ir embora, só não sabe a hora de voltar. Por isso eu vim avisar, tô precisando de você.


20:27

Amanhã


Amanhã vou seguir meu dia como se você não tivesse sido a melhor coisa da minha semana passada. É isso. Vou fingir que não existiu um raio repartindo meu peito em dois, que não existiu um mar me enchendo de paz após um dia fracassado. Que não existiu uma fé no amor depois de muito tempo de seca e infelicidade.



22:24

Instagram da Semana ~ 273

Terça


Almoço com a blogueirinha! 🍽️ ❤️

Vcê arrancou de miim todas as minhas pétalas, achando qê eu não seria capaz de florescer mais a vez. 🌼 🌻 🌺


Sábado


Qnd a saudade é tão grande qê a gente não consegue aguentar! ❤️ 😍 #Said 🐈

Eu, tu & esse furacão qê a gente resolveu chamar de amor. 🌪️ 💙

Festival de cervejas artesanais! 🍺

20:24

Menos Eu


Todo mundo sabe que você não me esqueceu, todo mundo, menos eu. Nas ruas dizem que você só fala de mim, mas parece que nunca ando nestas ruas. Nos bares que frequento me informam que você deixou alguns recados, mas estes recados nunca chegam em minhas mãos. Na cidade, as frases nas paredes dizem que você não me esqueceu, as mais destruídas falam de amor. A caixa de e-mail está repleta de pedidos de desculpas, mas desculpa não é saudade, e muitas vezes é outra coisa, que vem vestida de desculpas para enganar os olhos - "afinal, me queres ou queres o perdão?". Ainda insistem em avisar que você não me esqueceu: a loja; o parque; a minha lista de músicas. Mas, você não me disse nada, eu não lhe disse nada, e o que não é dito é esquecido, mesmo que a cidade implore por nós dois.


20:21

Lua


Na volta pra casa ela erguia o rosto procurando a Lua, nela buscava os olhos de uma velha amiga, que ainda em vida dizia que quando morresse não gostaria de ir para o céu, queria a Lua, e explicava de modo tão sincero que se fazia acreditar: "Na Lua tem chão pra minha casinha, não teria casinha nas nuvens, na Lua tem chão até para o meu jardim. E se por acaso eu for para o céu, estarei a um passo da Lua, basta eu morrer de novo. Quem morre duas vezes, sobe duas vezes. É só morrer dobrado, não tem segredo". Conhecendo a destreza da Vó, era sabido que ela não demoraria a morrer pela segunda vez, e nestas horas já estava cuidando dos teus jardins lunares. A neta escondia de todos a crença da Vó na Lua, como se ter fé em vó fosse pecado, o único ser celestial que sabe das coisas da Terra. Sabe sem ter viajado pelo mundo como a gente, sabe dos céus e da Lua sem ter entrado em aviões como a gente. Às vezes a neta chama a Lua pelo nome, às vezes de vovó, e quando brinda qualquer conquista, torce por um céu limpo, recheado de estrelas, companhias passageiras da sua amiga. Antes de dormir ela pede aos anjos que cuidem dela, sem saber que é a avó que cuida dos anjos, pois morreu duas vezes só pra ficar acima dos céus, para ter um jardim, e para a neta ter olhos na Lua.


20:04

Saudade


Se você quer a noite eu guardo, mas se quer matar saudade chegou tarde. Saudade some no meio do outono, no meio de um filme ruim, no meio de um novo amor e às vezes até no fim. Se quer a noite ainda tenho e guardo, a saudade eu não tenho mais, ela foi embora junto com os pensamentos vagos, junto com as cartas amassadas e as cervejas certas que bebi em dias errados. Sobrou a noite, que continua surgindo todos os dias, assim como a saudade fazia, antes de ir embora sem dizer nada, sem coragem de me olhar nos olhos e pedir desculpas, deixando sequer um aviso para que eu pudesse marcar no calendário a data desse momento tão especial. Me restou a noite, que lhe entrego embrulhada em estrelas, acompanhada de uma pequena poesia, escrita numa época em que a noite era nossa e a saudade só minha:

Quando eu te esquecer
Vou comemorar
Sem saber o porquê